Biolider
Adicionar aos Favoritos
Mapa do Site
Central de Atendimento - (11) 2557-0101 / 2076-0633

Dengue

Entenda a Doença

Dengue é uma doença infecciosa aguda de curta duração, de gravidade variável, causada por um arbovírus, do gênero Flavivírus (sorotipos: 1,2,3 e 4). Sendo que, no Brasil, encontramos os tipos 1, 2 e 3.

A dengue é transmitida principalmente pelo mosquito Aedes Aegypti infectado mas também pelo Aedes Albopictus. Esses mosquitos apresentam hábitos diurnos, ao contrário do mosquito comum (Culex), que pica principalmente durante a noite.

O Aedes Aegypti é principalmente encontrado em áreas tropicais e subtropicais do mundo, por apresentarem um verão com altas temperaturas e elevados índices pluviométricos; favorecendo o acumulo de água; condição considerada ideal para proliferação do mosquito.

Quando contraída, a doença pode se desenvolver de duas maneiras:
1) Dengue Clássica
2) Dengue Hemorrágica

1) Dengue Clássica
Os sintomas são mais brandos. Geralmente o doente apresenta febre alta, dor de cabeça, dor nas costas e dor na região atrás dos olhos. A febre começa a baixar a partir do quinto dia e os sintomas a partir do décimo dia. Na forma clássica, dificilmente ocorrem complicações, porém, alguns doentes podem apresentar quadro de hemorragias leves na boca e também no nariz.

2) Dengue Hemorrágica
Neste caso, a enfermidade se apresenta de forma mais grave. Nos cinco primeiros dias os sintomas são semelhantes ao do tipo clássico. Entretanto, a partir do quinto dia, alguns doentes podem apresentar hemorragias em vários órgãos do corpo.
Além dos sintomas mencionados, também pode ocorrer vômito, tontura, dificuldade de respiração, forte dor abdominal e presença de sangue nas fezes.
É muito importante o tratamento do doente com acompanhamento médico. 

Curiosidades sobre a Dengue
  • A dengue não é transmitida de pessoa para pessoa
  • O ovo de Aedes Aegypti pode permanecer vivo em ambiente seco por quase um ano. Se neste período ele entrar em contato com água, poderá nascer uma larva e, logo em seguida, o mosquito.
  • A duração do ciclo de vida em condições favoráveis são de aproximadamente 10 dias - a partir da oviposição até sua idade adulta. Diversos fatores influenciam a duração de seu ciclo de vida, como por exemplo, temperatura e oferta de alimento.
  • O Aedes Aegypti pertence a família Culicidae, a qual apresenta duas fases ecológicas interdependentes: a aquática, que inclui três etapas de desenvolvimento (ovo, larva e pupa) - e a fase terrestre, que corresponde ao mosquito adulto.

Ciclo de Vida Aquático

OVO
Os ovos são depositados pela fêmea na superfície da água, ficando aderidos à parede interna dos recipientes. Depois que são depositados, inicia-se o período chamado de incubação. Caso encontrem uma condição ambiental favorável, seus ovos começam a eclodir dentro de 2 a 3 dias. Esta é a fase de maior resistência de seu biociclo.

LARVA
As larvas são providas de grande mobilidade e têm como função primária: o crescimento. Passam a maior pare do tempo alimentando-se de substâncias orgânicas, bactérias, fungos e protozoários existentes na água. Não selecionam alimentos, o que facilita a ação dos larvicidas, bem como não toleram elevadas concentrações de matéria orgânica na água. A duração da fase larval, em condições favoráveis de temperatura (25 a 29º C) e de boa oferta de alimentos, é de 5 a 10 dias, podendo se prolongar por algumas semanas em ambiente adequado.

PUPA
A pupa não se alimenta, apenas respira e é dotada de boa mobilidade. Raramente é afetada por ação de larvicida. A duração da fase pupal, em condições favoráveis de temperatura é de 2 dias em média.

Ciclo de Vida Terrestre

ADULTO
Macho e fêmea alimentam-se de néctar e sucos vegetais, sendo que a fêmea, depois do acasalamento, necessita de sangue para a maturação dos ovos.
Há uma relação direta nos países tropicais, entre as chuvas e o aumento do número de vetores, pois a temperatura exerce influência na transmissão da dengue. Sendo que, a transmissão ocorre preferencialmente em temperaturas superiores a 20º C, mas sabe-se que a temperatura ideal para sua proliferação estaria entre 30 a 32 ºC. 
 

O Mosquito da Dengue é escuro e apresenta marcações brancas no corpo e nas patas

Ciclo  de Transmissão


 
1) O Ciclo se inicia quando o mosquito Aedes Aegypti pica uma pessoa doente
2) Com isso, o mosquito também fica infectado
3) Este mosquito infectado pica uma pessoa sadia
4) Pessoa fica doente (infectada), pois agora possui o vírus da dengue
  • A dengue não é transmitida de um mosquito para outro.
  • Quem pica é a fêmea, que o faz para obter as proteínas necessárias para desenvolver seus ovos.

Sintomas mais comuns

  • Febre alta
  • Dor de cabeça
  • Dor ao redor dos olhos
  • Dores nos ossos e articulações
  • Manchas vermelhas

Se você esta com suspeita de Dengue e começou a apresentar: Vômitos e Dores abdominais
Vá imediatamente à unidade de saúde mais próxima de você!


Atenção!
Em caso de suspeita de dengue, sempre procurar, o mais rápido possível, o serviço de saúde mais próximo. Todo tratamento só deve ser feito sob orientação médica.


Tratamento

Caso tenha observado o primeiro sintoma de dengue, busque orientação médica no serviço de saúde mais próximo.
Somente após consultar um médico, alguns cuidados podem ser tomados, como:

  • Manter-se em repouso.
  • Beber muito liquido (Inclusive soro caseiro).

A reidratação oral é uma medida muito importante e deve ser realizada durante o período em que estiver doente, principalmente quando houver febre alta. O tratamento da dengue é de suporte: alívio dos sintomas, reposição de líquidos perdidos e manutenção da atividade sanguínea.

 

Como combater

O melhor método para se combater a dengue é evitando a procriação do mosquito (Aedes Aegypti), que é feita principalmente em locais onde encontramos água parada. Seja ela limpa ou suja.
O combate ao mosquito deve ser feito de duas maneiras: eliminando os mosquitos adultos e, principalmente, acabando com os criadouros de larvas. Para eliminação dos criadouros é importante que sejam adotadas as seguintes medidas.



clique na imagem para ampliá-la.